Últimas notícias

Harper Lee vai publicar um romance perdido

Texto: HELENA BENTO

O livro foi escrito antes de ‘Mataram a Cotovia’ (‘To Kill a Mockingbird’), considerada a sua obra-prima, mas nunca foi publicado. O manuscrito original, que se encontrava perdido, foi encontrado no ano passado por uma amiga da escritora.

A personagem de Scout, aqui na adaptação ao cinema, regressa neste novo livro

Go Set a Watchman, romance nunca publicado da escritora americana Harper Lee, vai ser lançado no dia 14 de julho. O anúncio foi feito ontem pela editora HarperCollins, que revelou que o livro tem como personagem Scout Finch, a menina de seis anos de Mataram a Cotovia (To Kill a Mockingbird), considerada a obra-prima de Harper Lee.

Em Go Set a Watchman, Scout, já adulta, regressa de Nova Iorque para visitar o seu pai (o advogado Atticus Finch) em Maycomb, Alamaba, onde cresceu com o irmão, Jem, mais velho. Nesse regresso, “é confrontada com assuntos pessoais e políticos, e tenta perceber a atitude do seu pai em relação à sociedade, bem como os seus próprios sentimentos em relação ao sítio onde nasceu e passou a infância”, relevou ainda a editora em comunicado.

O livro foi escrito na década de 50, antes de Mataram a Cotovia (vencedor do Prémio Pulitzer em 1961, um ano depois de ter sido publicado), mas foi colocado de lado por Harper Lee a conselho do seu editor, que a convenceu a reescrever alguns flashbacks dessa história para escrever, a partir daí, um romance sobre a infância de Scout, explica a autora citada pela BBC. “Eu estava a começar como escritora, por isso fiz o que me disseram”.

Harper Lee escreveu, então, Mataram a Cotovia, que viria a ser publicado em 1960. A ação decorre no sul dos Estados unidos, no rescaldo da Grande Depressão. Atticus Finch, pai de Jem e Scout, respeitado advogado de uma antiga família da terra, assume a responsabilidade, e o risco, de defender Tom Robinson, um homem negro que fora falsamente acusado de ter violado uma rapariga branca, Mayella Ewell, decisão que irá gerar descontentamento entre a população da região.

O manuscrito original de Go Set a Watchman foi descoberto no outono do ano passado por Tonja Cartar, advogada e amiga de Harper Lee. Encontrava-se junto do dactiloscrito original de Mataram a Cotovia. A escritora não sabia que o texto tinha sobrevivido, por isso ficou “surpreendida” e “encantada” quando soube da notícia. “Depois de pensar muito, e de alguma hesitação, decidi mostrá-lo a algumas pessoas em quem confio e fiquei contente por saber que elas consideraram que era digno de publicação”, acrescentou.

Este será o seu primeiro livro em 55 anos já que, depois de Mataram a Cotovia, Harper Lee não voltou a publicar. O seu primeiro romance teve uma adaptação ao cinema em 1962 por Robert Mulligan.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: