Últimas notícias

Filme sobre o processo das caricaturas de Maomé contra o ‘Charlie Hebdo’ grátis na Net

O documentário de 2008 de Daniel Leconte ‘C’est dur d’être aimé par des cons’ voltou a ganhar actualidade após o sangrento atentado ao ‘Charlie Hebdo’, e foi reposto em França. Também pode ser visto de graça “online”.

Texto: EURICO DE BARROS

No dia oito de Fevereiro de 2006, o Charlie Hebdo reproduziu as caricaturas de Maomé publicadas no ano anterior pelo jornal dinamarquês Jyllands-Posten, juntando-lhes um desenho de Cabu que fazia a primeira página da revista, mostrando um Maomé de mãos na cabeça, dizendo: “C’est dur d’être aimé par des cons…” (“Custa muito ser amado por imbecis…”). Uma semana antes, as mesmas caricaturas tinham aparecido nas páginas do diário France-Soir.

A União das Organizações Islâmicas de França, a Grande Mesquita de Paris e a Liga Islâmica Mundial processaram o Charlie Hebdo, por “injúrias públicas contra um grupo de pessoas devido às suas crenças religiosas”, referindo-se especificamente a duas das caricaturas de Maomé do título dinamarquês, e ao desenho de capa de Cabu. O processo decorreu em Paris no início de 2007, e o Charlie Hebdo foi absolvido no dia 22 de Março, em nome da liberdade de expressão. Entre as muitas figuras públicas que testemunharam a seu favor, estava o futuro Presidente da República, François Hollande.

O jornalista, produtor e realizador Daniel Leconte fez um documentário sobre o processo, que acompanhou com a sua câmara, e que intitulou precisamente C’est dur d’être aimé par des cons. O filme estreou-se em 2008, depois de ter sido exibido no Festival de Cannes. Nele são ouvidos os principais intervenientes no caso, dos dois lados em confronto, bem como políticos, jornalistas, autores de banda desenhada e outros, incluindo muçulmanos laicos que contestaram o processo, e mostrados os desenhos feitos por Joann Sfar durante o julgamento, a que este desenhador assistiu. Numa das cenas, vemos a reunião matinal do Charlie Hebdo relativa ao número em que foi escolhido para a capa o referido desenho de Cabu (também autor do cartaz do documentário), e publicadas as caricaturas da discórdia.

No documentário de Leconte, inédito em Portugal, aparecem todos os desenhadores e jornalistas assassinados no passado dia sete pelos radicais islâmicos em Paris. O filme voltou a ganhar actualidade após a tragédia do Charlie Hebdo e por isso foi reposto em várias centenas de salas de cinema de França, muitas vezes acompanhado por debates. A totalidade das receitas vai reverter para a revista. C’est dur d’être aimé par des cons pode também ser visto na Internet gratuitamente, no site My French Film Festival, bastando para isso uma simples inscrição.

Ironicamente, em Julho de 2008, mais de um ano depois da absolvição do jornal e pouco depois da estreia do documentário de Daniel Leconte, o histórico desenhador e caricaturista anarco-libertário Siné, que fazia parte da equipa do Charlie Hebdo desde 1981, foi despedido pelo seu então director, Philippe Val. Siné havia escrito uma crónica onde fazia humor com Jean Sarkozy, filho de Nicolas Sarkozy, recém-eleito Presidente da República, por aquele se ter convertido ao judaísmo antes de se casar com a riquíssima herdeira dos fundadores da Darty.

Siné pôs o Charlie Hebdo em tribunal, e ganhou o processo, tendo recebido uma significativa indemnização. No Verão de 2008, fundou o seu próprio jornal satírico-humorístico, o Siné Hebdo, classificando-o como “um jornal de humor, libertário, tudo o que deveria ter sido o Charlie Hebdo se tivesse ficado fiel à sua tradição habitual”. Em 2011, o jornal foi rebaptizado Siné Mensuel. Quem sabe que se o “Caso Siné” nunca se tivesse dado, ou o desenhador tivesse obedecido a Philippe Val e pedido desculpas ao filho de Nicolas Sarkozy, e Siné estaria hoje no rol das vítimas do bárbaro atentado jihadista ao Charlie Hebdo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: