Últimas notícias

PJ Harvey: a artista está presente

Parte instalação, parte residência artística, PJ Harvey grava o seu oitavo disco de originais perante os admiradores que conseguiram bilhetes para as sessões (que rapidamente esgotaram) na Somerset House, em Londres.

Seamus Murphy

Texto: ANDRÉ LOPES

Para os admiradores de PJ Harvey, os últimos meses têm sido particularmente notáveis no que toca ao anúncio dos próximos projetos da artista inglesa. Em dezembro anunciava a futura publicação do seu primeiro livro. The Hollow of the Hand será o título desta edição que compila imagens, poemas e outros textos centrados nas viagens de PJ Harvey e Seamus Murphy (o realizador que assegurou, com base nestas mesmas viagens, a realização dos telediscos criados para cada uma das canções de Let England Shake). O volume será editado pela Bloomsbury Circus e tem data de chegada a território europeu prevista para outubro. Mas, para já, PJ Harvey está a gravar o seu próximo álbum… em público.

Recording in Process é o nome do projeto que, iniciado a 16 de janeiro e decorrendo até 14 de fevereiro na londrina Sommerset House, coloca PJ Harvey, Terry Edwards, James Johnson, Flood e John Parish em frente a um público que poderá observar o processo de gravação das novas canções que irão fazer o corpo de um futuro disco.

Jogando diretamente com as expectativas dos admiradores presentes, separados dos músicos por uma parede de vidro (em que a visão através da mesma só é possível ao público), cria-se uma clara tensão entre todos intervenientes neste momento – em última análise – performativo. Tendo esgotado os bilhetes para todas as sessões de Recording in Process, o público é previamente avisado quanto à imprevisibilidade que acaba por constituir a heterogeneidade de experiências possíveis neste espaço. O que poderá ser observado? Sessões de ensaio e improviso? Afinação de instrumentos? Takes sucessivos com variações de melodias? As possibilidades são certamente variadas, mas estando diante de músicos conhecidos pelo perfeccionismo e execução rigorosa de ideias, não serão difíceis de prever inúmeros momentos de repetição consecutiva de ensaios.

Os primeiros testemunhos de membros do público (cujos telemóveis são confiscados à entrada por razões óbvias de segurança e privacidade) retratam uma experiência incomum, dando conta de sessões em que PJ Harvey surge no papel de instrumentalista tocando saxofone, violino e harmónica. Outros relatos mencionam uma nova canção com o título Near the memorials to Vietnam and Lincoln e avistamentos de Seamus Murphy, que está novamente em cena filmando muito do que se passa.

O álbum aguardado ainda para este ano mantém-se de momento sem título e sem data de lançamento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: