Últimas notícias

Crónicas do ano zero

Texto: NUNO GALOPIM

Duas edições especiais lançadas pela imprensa francesa recordam o ano em que a paz regressou ao mundo depois do final da Segunda Guerra Mundial.

O assinalar dos 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial na Europa teve naturalmente uma justificada expressão entre a oferta de publicações lançadas nas últimas semanas. E vale a pena ter em conta duas edições especiais, ambas made in France.

Com o título 1945: La Chute du Reich a edição especial apresentada conjuntamente pela Paris Match e L’Histoire é uma revista de 114 páginas que centra atenções na batalha de Berlim, entre finais de abril e inícios de maio, durante a qual Hitler se suicidou, passou o poder por um dia a Goebbels (que se suicidaria logo depois), atribuindo a presidência do Reich ao almirante Donitz. Esses dias, que assinalaram a definitiva derrocada da Alemanha nazi – apesar de ter havido focos de conflito durante algum tempo mais – são observados não apenas do ponto de vista militar, mas também olhados do prisma da cidade que assistiu à queda do regime.

Na verdade esta edição especial começa antes mesmo da batalha de Berlim, recordando como a ofensiva aliada avançou sobre a capital alemã desde finais de 1944, questionando se o histórico bombardeamento sobre Dresden teria mesmo sido necessário.

Sobre a batalha de Berlim propriamente dita, além das muitas fotografias – que caracterizam toda esta edição – olhares detalhados sobre as lutas de rua, os esforços desesperados de luta até ao fim, assim como um olhar sobre a vida de Hitler nos seus derradeiros dias. Não faltam mapas nem mesmo uma planta do bunker do führer.

Yalta, a libertação dos campos de concentração, o medo inspirado pelo exército vermelho e o julgamento de Nuremberga completam a publicação na qual, naturalmente, não falta um prisma local francês.

Lembrando o título do célebre filme de Roberto Rossellini rodado na capital alemã pouco depois do fim da guerra, 1945: Année Zéro é o título de uma edição especial do Le Courrier International que percorre todo o ano, agregando cronologicamente artigos – recolhidos mundo fora, um deles de Anthony Beevor -, arrumando-os segundo acontecimentos registados entre janeiro e dezembro.

Mapas da Europa nesses dois momentos (o antes e o depois) abrem o percurso de 74 páginas que passa, entre outros, pela batalha de Budapeste, a libertação de Auschwitz, os bombardeamentos de Dresden (novamente questionando a sua necessidade), os batalhões de jovens recrutados para defender Berlim, os castigos locais contra colaboracionistas, a queda de Mussolini, a “epidemia” de suicídios na Alemanha pós capitulação, as detonações nucleares no Japão e o fim da guerra no Pacífico, Nuremberga e olhares sobre as condições de vida em vários campos de refugiados.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: