Últimas notícias

Os livros (e muitos extras) voltam ao parque

Texto: JOÃO SANTANA DA SILVA

Abre hoje a 85.ª edição da Feira do Livro de Lisboa, organizada pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL). O evento começa hoje, 28 de maio, e termina a 14 de junho.

Estendido ao longo do Parque Eduardo VII, mesmo no coração da capital, o tapete de pavilhões contíguos de editores, antigos e jovens livreiros, alfarrabistas, grandes grupos editoriais, bibliotecários, hamburguerias e vendedores de farturas oferece programa para entreter leitores de todas as idades durante mais de duas semanas.

Será a APEL a inaugurar oficialmente a feira, em cerimónia de abertura que começa hoje às 14h. Um dia que terá já as primeiras sessões de autógrafos no espaço da Porto Editora, às 17h, com o brasileiro Laurentino Gomes (autor dos romances históricos 1808, 1822 e o mais recente 1889) e, às 21h, com o poeta e ensaísta José Tolentino Mendonça, na Paulinas Editora.

Estas sessões, momentos obrigatórios e já clássicos da feira, decorrerão ao longo do evento e nos pavilhões de várias editoras, contando com as presenças, entre outros, de Ricardo Araújo Pereira, Pedro Mexia e Carlos Vaz Marques (30 de maio, às 16h, na Tinta-da-China), e, também na Porto Editora, de Gonçalo M. Tavares (5 de junho, às 17h30) e Francisco José Viegas (6 de junho, às 16h).

Em redor dos livros, o certame promete “trazer mais vida ao Parque e à cidade”, de acordo com a página da Feira do Livro. Numa colaboração com a rede de bibliotecas de Lisboa, a APEL estreia a iniciativa “Acampar com Histórias: Noites Happy Readers”, sessões de leitura noite dentro com crianças entre os 8 e os 10 anos, dando-lhes a oportunidade “de se envolverem num ambiente fantástico de natureza e leitura” e transformando a feira num “parque de magia e fantasia”, diz a página da APEL. Serão feitas seis sessões: nos dias 29 e 30 de maio, 5, 6, 12 e 13 de junho.

Será possível encontrar diferentes “Livros do Dia” em todas as editoras e voltará a muito aguardada “Hora H”, durante a qual é possível encontrar livros a metade do preço. Literalmente. É só uma questão de estar no sítio certo à hora certa (neste caso, das 22h às 23h, todos os dias).

De segunda a quinta-feira, a Feira do Livro de Lisboa está aberta entre as 12h30 e as 23h. Às sextas-feiras e em vésperas de feriados, fecha mais tarde, ou seja, das 12h30 às 24h. Os sábados permitem que se visite mais cedo, entre as 11h e as 24h. Nos domingos e feriados, os pavilhões estarão abertos entre as 11h e as 23h.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: