Últimas notícias

Nos 80 anos de Terry Riley

Texto: NUNO GALOPIM

Mais do que apenas um dos quatro pilares minimalismo norte-americano, o compositor chega aos 80 anos com uma obra vasta que junta agora uma série novos títulos à sua discografia, com o Kronos Quartet uma vez mais em destaque.

É frequente vermo-lo referido como um dos quatro pilares do minimalismo norte-americano (os outros sendo La Monte Young, Steve Reich e Philip Glass). Com 80 anos completados no passado dia 24 de junho, Terry Riley expandiu há muito a sua música para além desse espaço de trabalho que concentrou as suas atenções sobretudo entre meados e finais dos anos 60 e do qual surgiu o histórico In C (1964), pouco depois entrando em cena A Rainbow In Curved Air (1968), que não apenas teria impacte no aprofundar dessas mesmas ideias como se tornaria referência sobretudo entre figuras da música popular, entre terrenos rock mais inventivos e os pioneiros de novos desafios para as electrónicas.

Desde cedo influenciado pela cultura indiana, com John Cage igualmente entre as suas heranças primordiais, Terry Riley alargou os horizontes da sua música a espaços nas periferias do jazz e várias formas de encarar a composição, sobretudo para ensembles de câmara. O Kronos Quartet (originário de São Francisco) é, de resto, um dos seus mais regulares colaboradores, protagonizando um relacionamento conjunto que soma já 35 anos de experiências e gravações conjuntas, durante os quais encomendou 27 obras ao compositor. Não será surpreendente que, na hora de assinalar os 80 anos do compositor, tenha cabido ao quarteto o marcar mais evidente da agenda editorial, lançando um novo disco e uma caixa antológica.
O disco, com o título Sunrise of The Planetary Dream Collector: Music of Terry Riley, é uma recolha de gravações, algumas inéditas, de obras de várias etapas da colaboração entre Riley e o Kronos Quartet, tendo como peças centrais uma nova gravação do tema-título (que correspondeu à sua primeira obra conjunta) e o célebre Candenza on a Night Plain. Além da peça que dá título ao álbum há aqui novas interpretações de Lacrymosa – Remembering Kevin and One Earth, One People, One Love from Sun Rings e Cry of a Lady (originalmente apresentado como A Thousand Thoughts). Ao mesmo tempo entra em cena a caixa One Earth, One People, One Love, caixa de 5 CD – para carteiras mais folgadas – na qual são reagrupadas algumas das gravações de obras de Riley pelo quarteto.

Dos 35 anos de relacionamento Dave Harrington, do Kronos Quartet, sublinhou já que Riley (para quem o grupo detém o recorde de encomendas) foi o compositor que terá acrescentado mais elementos ao vocabulário do quarteto, lembrando ainda a importante força pela paz que a figura do autor de todas estas obras lhe inspira. Pelo seu lado Riley observou que as reuniões de trabalho com Dave e outros elementos do grupo se revelaram sempre inspiradoras, muitas vezes delas saindo com “energias” motivadoras e também ideias para padrões rítmicos e melodias. O resultado está assim visível nestas novas edições.

O assinalar dos 80 anos de Terry Riley assistiu ainda a outros lançamentos, nomeadamente de novas gravações de In C. Numa delas, esta peça fulcral na definição do minimalismo, e cuja interpretação é sempre marcada pelo momento e músicos (uma vez que abre espaço a alguma improvisação no modo de encarar a forma e quantidade das repetições), conta com o próprio Riley, ao lado do Roberto Cacciapaglia Ensemble. Uma outra leitura desvia coordenadas para sonoridades africanas em Terry Riley’s In C in Mali, pelo coletivo Africa Express.

A dupla de pianistas constituída por Evan-Maria Zimmermann e Keisuke Nakagoshi, que assina as suas atuações e discos como ZOFO, revisita em ZOFO Plays Terry Riley uma série de obras do compositor, algumas correspondendo a encomendas suas, outras, como são os casos de Etude from the Old Country e Jaztine, tendo merecido mesmo uma revisão do autor para servir esta nova gravação.

As duas edições discográficas mais marcantes de Riley nos anos 60 – ou seja a versão original de In C e A Rainbow in Curved Air – acabam de ter reedição em vinil.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: