Últimas notícias

1991. Uma reunião sob um outro nome

Texto: NUNO GALOPIM

Em 1991 os quatro elementos da formação dos Japan que havia criado “Tin Drum” juntaram-se em estúdio. Das sessões, que terminaram sob o pulso firme de Sylvian, nasceria o projeto Rain Tree Crow.

Editado em 1981, Tin Drum não representou a derradeira colaboração criativa entre os elementos dos Japan. Não só foi frequente a presença de uns em projetos a solo dos outros como, na reta final dos anos 80, o desejo de voltar a trabalhar em grupo então expresso por David Sylvian acabou por se materializar num reencontro dos quatro músicos em estúdio. A reunião, que logo à partida deixara contratualmente expresso que não se faria com a utilização do nome Japan para efeitos de marketing, juntou a Sylvian as presenças de Mick Karn, Steve Jansen e Richard Barbieri. Ou seja, a formação tardia da banda, deixando de fora o guitarrista Rob Dean, assim como Masami Tsuchiya, que os acompanhara na última digressão (e se escuta, por isso, em Oil on Canvas).

O encontro começou por ganhar forma em sessões de improvisação nos estúdios Mirval em França, onde Sylvian havia gravado Secrets of The Beehive, continuando depois em Itália e, mais tarde, nos estúdios que os Tears For Fears entretanto tinham montado em Bath (no Reino Unido). Roland Orzabal, de resto, seria um dos maiores entusiastas deste projeto.
Com o trabalho de improvisação como base de trabalho, mas aceitando um labor adicional de moldagem e trabalho mais clássico de composição e arranjos a focar sobretudo a criação de Blackwater ou Pocket Full of Change, o quarteto avançou enquanto houve dinheiro para pagar as sessões. E quando o budget se esgotou os problemas começaram.

A Virgin Records, naturalmente interessada numa reunião dos Japan, prometia fundos de aceitassem usar o velho nome. Mas Sylvian, acima de tudo, manteve-se avesso à ideia. E ao puxar do próprio bolso para ele mesmo pagar a mistura do disco, pegou nas fitas e, já sem qualquer dos músicos a seu lado, ele mesmo, acompanhado apenas por Steve Nye, tomou a condução da moldagem final da mistura e da construção dos temas.

Foram ao todo necessários oito meses, em sessões intermitentes, para que o álbum ganhasse forma e fosse finalmente apresentado, revelando ecos distantes do trabalho final do Japan, maior proximidade com algumas experiências recentes de Sylvian a solo mas, mesmo assim, marcas de um encontro perante novas possibilidades cénicas e instrumentais, desenhando uma ideia de pop de formas livres, alma new age e uma placidez de linhas discretas e travo jazzy com eventuais afinidades para com o que fora o trabalho de uns Talk Talk em Spirit of Eden.

Nota interessante para as guitarras, de tonalidades blusey que vincam algumas das mais evidentes diferenças face a memórias de outras criações dos Japan, antecipando de resto algumas experiências que Sylvian faria em breve com Robert Fripp ou, um pouco depois, a solo, em Dead Bees on a Cake.

O tema Blackwater foi escolhido para ser editado como single, devolvendo a música dos antigos elementos dos Japan à tabela de singles, ocupando por uma semana o nº 68, em março de 1991. O álbum seria apresentado com o nome que a banda encontrou para se identificar: Rain Tree Crow. Cativou atenções, colheu críticas favoráveis e reativou o interesse de velhos admiradores do grupo, valendo-lhe mesmo uma entrada na tabela de álbuns do Reino Unido no número 24 em abril de 1991.

Com o tempo surgiria uma reedição juntando às canções e instrumentais do alinhamento original o tema I Drink To Forget, inicialmente apresentado como lado B do single Blackwater.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: