Últimas notícias

Dez álbuns rock’n’roll dos anos 50 (3)

Seleção e textos: NUNO GALOPIM

Nos tempos em que os discos de 78 rotações ainda faziam parte da história, o álbum, que surgiu na reta final dos anos 40, teve um papel importante no registo dos primeiros heróis de uma nova cultura.

Jerry Lee Lewis
“Jerry Lee Lewis” (1957)
O álbum de estreia de Jerry Lee Lewis, gravado para a mítica Sun Records, teve variadas edições, cada qual com uma capa diferente e em muitas ocasiões o alinhamento apresentou algumas alterações. Pianista frenético, capaz de dosear as energias entre o trabalho de composição das canções e a sua entrega no palco, Jerry Lee Lewis juntou neste seu primeiro álbum um conjunto variado de temas, desde baladas aos mais irresistíveis “stompers”. Entre os temas que aqui gravou não faltam tradicionais, como When The Saints Go Marching In ou composições de Hank Williams e Carl Perkins.

Bill Halley and the Comets
“Shake Rattle and Roll” (1955)
A ideia borbulhava já longe das atenções do grande público desde a alvorada da década, tendo até então por protagonistas músicos negros, mas começava aos poucos a chamar outras atenções. E um cocktail pouco antes imaginado começava a ganhar forma juntando num mesmo espaço boogie, western, jump, hillbilly, swing, rhythm’n’blues, jive… Tudo o que cheirasse a um pé de dança, e balançada agitação, entrava na misturadora… Bill Halley, juntamente com o guitarrista Billy Williamson e o pianista Johnny Grande, tinha fundado os Saddlemen em 1951 e estava já na linha da frente dos que procuravam o caminho entre estas ideias. É contudo já com os Comets que Halley encontra a resposta, sobretudo com Rock Around The Clock (um original de Big Joe Turner), numa versão que ganha visibilidade maior ao ser usada no filme Sementes de Violência de Richard Brooks. E um ano depois de ter feito de Rock With Bill Halley and His Comets um dos primeiros LP da idade do rock’n’roll, tem nesta segunda compilação de singles editados por esses dias um dos primeiros clássicos do género.

Elvis Presley
“Elvis Presley” (1956)
Este é um dos mais aclamados e célebres entre os álbuns de estreia de todos os tempos. Editado pouco depois do lançamento do single Heartbreak Hotel (também colocado no mercado em 1956), e dois anos depois do seu primeiro 45 rotações (gravado e editado pela Sun Records), o álbum de estreia de Elvis Presley representou um algo inesperado caso de sucesso gigantesco e fixou, com um sólido conjunto de canções, a apresentação de diversas faces estéticas da obra daquele a quem algum tempo depois se começou a chamar “o rei”. Do rockabilly aos blues, de incursões por terrenos mais próximos da country à música pop, o disco nasceu ao longo de duas sessões de gravações para as quais a editora RCA (à qual se ligara recentemente) não tinha grandes expectativas. Tal como o impacte dos singles daquela etapa, o álbum confirmou a solidez de um ícone em tempo de afirmação. E a capa do álbum teve um papel nesse processo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: