Últimas notícias

Dez canções para celebrar uma vitória

Seleção e textos: NUNO GALOPIM

E na manhã em que acordamos campeões europeus de futebol, ficam aqui, uma a uma, canções que ajudam a celebrar a vitória.

Dos mais clássicos hinos de rock aos caminhos da pop e da música de dança, a vitória tem sido celebrada em diferentes formas ao longo dos tempos.

Aqui fica uma lista de dez canções que, de uma forma ou de outra, falam de vitórias. Umas no desporto, outras na vida pessoal. Umas do ponto de vista de quem celebra o triunfo, outras segundo o prisma do derrotado.

Mas todas elas com um sabor especial depois da vitória contra a seleção francesa no Europeu de 2016:

“Every Day Is Yours to Win”, R.E.M. (2011)
O derradeiro álbum de estúdio dos R.E.M., Collapse Into Now, passou longe das atenções. Não repetia a inspiração de outros tempos nem apresentava uma tão suculenta coleção de canções. Mas o tempo terá razões para o ir revisitando. Como, por exemplo, para recordar que há ali uma trova de incentivo a alguém sobre a possibilidade de poder triunfar.

“Winner’s Blues”, Sonic Youth (1994)
Esta seve ser uma escolha um pouco atípica, mas é na verdade um canto de vitória que lembra que ganhar ou perder são hipóteses sempre pela nossa frente, uma ou outra acabando por acontecer. A canção integra o alinhamento de Experimental Jet Set Thrash and No Star, um dos melhores álbuns da discografia dos Sonic Youth.

“Celebration”, Kool & The Gang (1980)
Surgiu no alinhamento do álbum Celebrate!, editado em 1980 e foi um êxito imediato pelo mundo fora, nos EUA atingindo o primeiro lugar nas tabelas especializadas em música de dança e r&b. Com o tempo este tema começou a surgir em momentos de festa, muitas vezes associados a vitórias desportivas. Em 1992 Kylie Minogue gravou uma versão que editou então em single.

“Bamos Lá Cambada”, José Estebes (1986)
Personagem criada por Herman José para o programa O Tal Canal, o comentador desportivo José Estebes teve longa vida para lá da série que o apresentou. E em 1986, em tempo do Mundial no México (que não nos correu lá muito bem apesar da vitória inaugural contra Ingralerra), apresentou em single este Bamos Lá Cambada… Que serve de motivação para qualquer nova prova da selção nacional. A canção é de Carlos Paião, que se junta no disco às vozes de Alexandra, Luís Represas e Dany Silva. No coro surgem Diana, Vitorino, Marco Paulo, Peter Petersen e Jorge Fernando.

“Harder, Better, Faster, Stronger”, Daft Punk (2001)
É quase um hino de motivação que deseja o que os atletas devem desejar para conquistar a vitória. Originalmente apresentada no álbum Discovery, a canção conheceu então uma primeira edição em single. Mais tarde, uma gravação captada ao vivo em Paris (olhem só as coincidências) deu segunda vida em single a esta mesma canção. Kanye West usaria um sample deste tema para o seu Stronger.

“We Are The Champions”, Queen (1977)
Não deve haver, desde 1977, um cântico mais célebre na hora de celebrar o triunfo de novos campeões. Composta por Freddie Mercury e surgida no alinhamento do álbum News of the World, dos Queen, a canção foi um sucesso imediato, atingindo o número 2 no Reino Unido. O tempo fez de We Are The Champions um hino desportivo. E em 1994 foi até mesmo o tema oficial do Campeonato do Mundo

“The Best”, Tina Turner (1989)
Um hino pop/rock de finais dos oitentas, desde então usado tantas vezes para celebrar os vitoriosos como “os melhores”, a canção que fez história no álbum Foreign Affair de Tina Turner na verdade é uma versão de um tema que teve leitura original um ano antes por Bonnie Tyler. A versão de Tina Turner tornou-se num dos seus ex-libris. E um excerto dos versos do refrão, “simply the best” deu mesmo título a um best of seu.

“Winner”, Pet Shop Boys (2012)
Um dos singles extraídos do magnífico – e injustamente esquecido – álbum Elysium, Winner é uma canção que traduz o esforço e dedicação que o trabalho que antecede uma vitória requer. O teledisco, realizado pelo coletivo Surrender Monkeys é um pequeno filme documental centrado em Dirty Diana, desportista transgénero que integra a equipa de patinadoras das London Rollergirls.

“The Winner Takes It All”, Abba (1980)
Um hino sobre vitória, mas cantado do ponto de vista daquele que fica a perder. Foi por aqui que os Abba começaram a revelar a música que levariam a Souper Trouper, um dos seus discos mais elaborados. Contudo, este era um hino sobre uma realidade em desagregação. Começou na vida pessoal dos quatro elementos da banda, antes dois casais. Dois anos depois o grupo entaria em pausa (que se mantém até hoje).

“Play To Win”, Heaven 17 (1981)
Foi o terceiro single dos Heaven 17, editado em 1981, confirmando a visão que então apresentavam no álbum Penthouse and Pavement, que se afirmaria como um dos mais importantes da primeira geração da pop eletrónica britânica. A letra pode sugerir uma vitória profissional, mas também permite uma leitura no desporto. Porque se joga para ganhar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: