Últimas notícias

Absolutamente… finalmente!

Texto: NUNO CARVALHO

A 20.ª edição do Queer Lisboa abre hoje com ‘Absolutely Fabulous: The Movie’, a adaptação ao grande ecrã da brilhante ‘sitcom’ da BBC criada por Jennifer Saunders. O filme repete amanhã às 17.15 também no Cinema São Jorge.

No início de 2014, Jennifer Saunders, a criadora e coprotagonista da série Absolutely Fabulous, admitiu, com humor, que tinha de fazer a adaptação cinematográfica da sitcom porque já havia ameaçado muitas vezes que iria fazê-la, mas que o seu maior medo era que não fosse suficientemente boa. Certamente que, depois de feito o filme, Saunders pôde respirar de alívio, porque o resultado é bastante satisfatório. Quase um quarto de século depois da estreia da série da BBC, Edina Monsoon (Saunders) e Patsy Stone (Joanna Lumley), as duas amigas de meia-idade hedonistas e autoindulgentes, mantêm-se em boa forma, apesar de agora, já sexagenárias, lutarem para contrariar a crescente irrelevância.

Sempre rodeada de glamour, Edina continua a gerir a sua agência de relações públicas, mas esta encontra-se agora à beira da falência – já só tem como clientes Lulu (como sempre) e a Baby Spice – e só uma espécie de milagre pode salvá-la. Para complicar mais o cenário, Edina vê a sua autobiografia ser rejeitada por uma grande editora sob a justificação de estar escrita de forma preguiçosa. Porém, Patsy, enquanto prepara um evento de moda, fica a saber que Kate Moss vai estar presente e que está à procura de uma nova RP. As duas amigas aparecem na festa, mas Edina, impaciente para se abeirar da supermodelo, derruba-a acidentalmente do varandim à beira-rio onde esta estava sentada, e Kate Moss cai nas águas do Tamisa e não volta a ser vista. Edina é acusada de ter matado a modelo, e vê-se a braços com um inquérito policial e um cerrado cerco mediático, dos quais, com a ajuda da melhor amiga e da neta, Lola, se propõe fugir, encetando para tal um plano de fuga em direção a Cannes.

Absolutely Fabulous: The Movie traz de volta todas as personagens da série original (que teve seis temporadas, de 1992 a 2012, e vários episódios especiais), e junta-lhes, além de quase toda a gente que nela participou, um conjunto impressionante de cameos, que vão desde Jon Hamm (da série Mad Men) até Joan Collins, passando por Jean-Paul Gaultier, Dame Edna ou Dawn French. E assume a passagem do tempo, adequando as personagens e as situações ao contexto de 2016. Para além disso, tem a vantagem de, ao contrário do que sucede com algumas adaptações de séries ao grande ecrã, não se resumir apenas a um episódio longo, tendo uma estrutura e uma dimensão de cinema. Não quer isso dizer que seja grande cinema, mas, naturalmente, também não tem essa ambição. Porém, enquanto entretenimento ligeiro, inteligente, brilhante e bem-disposto, cumpre muito bem os seus objetivos, juntando os talentos complementares de Saunders (que brilha mais quando a sua personagem atinge o limite e fica desvairada) e de Lumley (cujo ponto forte são as cenas em que revela mais calma). De apontar apenas o facto de a personagem de Saffy (Julia Sawalha), a filha quadrada e sisuda de Edina, estar aqui um pouco subdesenvolvida em comparação com o destaque de que gozava na série.

Absolutely Fabulous: The Movie
De Mandie Fletcher
Com Jennifer Saunders, Joanna Lumley, Julia Sawalha

Cinema São Jorge, Lisboa
Hoje 22.00 (sessão esgotada)
Amanhã repete às 17.15

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: