Últimas notícias

Retratos (para ouvir) do mundo moderno

Os Alarm Will Sound surgiram em Rochester (Nova Iorque), juntando em 2002 uma série de músicos que então estudavam na Eastman School Of Music. Cedo mostraram uma postura de horizontes abertos a várias formas da música contemporânea, refletindo uma atitude comum a muitos artistas que, no presente, vivem a música acima da antiga lógica das barreiras de género.

Um dos seus discos, Acoustica (Cantaloupe Music, 2005), resultava de um trabalho de colaboração com Aphex Twin. E em Radio Rewrite, de Steve Reich, estabeleceram outras pontes entre universos, dessa vez com os Radiohead. Agora, são os Beatles quem revela, neste seu novo disco, mais um episódio na construção de uma obra que não acredita em alta nem em baixa cultura. Apenas em cultura.

The Modernists é um disco que leva ao grupo (neste momento com 23 elementos) uma série de obras devidamente tratadas em arranjos adaptados a este coletivo. O alinhamento abre com Revolution #9, um dos temas do “álbum branco” que os Beatles gravaram em 1968, num arranjo novo de Matt Marks. E encerra com o Poème électronique de Edgard Varèse, num arranjo de Evan Hause.

Pelo meio encontramos obras expressamente criadas para o ensemble por Wolfgang Rihm, Charles Wuorinen, AWS pianist John Orfe e Augusta Read Thomas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: