Últimas notícias

11 perguntas a… Mário Cordeiro

O pediatra Mário Cordeiro acaba de publicar “Quanto Tempo Faltará Para o Abismo?”, que é apresentado dia 26, às 18.30, na Fnac Chiado, por Maria Elisa Domingues e Luís Osório.

1 O primeiro disco comprado.
Que me lembre, vinil: Abbey Road dos Beatles; CD: Concertos brandeburgueses de Bach

2 O filme mais marcante visto na infância.
Na infância, 2001, Odisseia no espaço, de Stanley Kubrick, ou o Música no Coração, porque o vi sozinho com o meu pai no Tivoli, seguido de um jantar e muita conversa…. Na adolescência, tinha bilhete para os ciclos anuais (sessões trissemanais) do Satélite, e vi mais de cem filmes por ano. É difícil dizer qual foi o mais marcante.

3 Um livro que tenha mudado a vida.
Lés Misérables, de Victor Hugo, além de muitos outros, e só tenho pena de não ter espaço para poder ampliar mais a minha biblioteca de mais de 5.000 exemplares.

4 Uma série a não perder.
The Forsyte Saga, exibido na RTP nos anos 60 – pena não repetirem. Actualmente: Perception, no AXN e O Príncipe, na RTP2, magnífica série espanhola que vai sempre à frente da produção nacional, que evita política, partidos e assuntos internacionais e actuais…

5 O mais recente filme visto no cinema.

Star Trek, com os meus filhos, mas tenho em vista Florence como o próximo a ver.

6 A canção que mais vezes foi escutada.
Ultimamente: Gaua eta ni e outras canções de de Benito Lertxundi, um cantor basco pouco conhecido. Clássico: Concertos de violino de Giuseppe Torelli

7 O livro a ser lido neste momento.
A Vida segundo Goya, de José Jorge Letria (comovente), e Los barcos se pierden en terra, de Arturo Pérez-Reverte (emocionante, e que escreveu também Perros y hijos de perros, que assentam bem na minha estima pelos canídeos, expressa no meu “mais de mil passeios”).

8 O músico preferido.
Serge Reggiani, Chico Buarque, Sérgio Godinho, Vinícius, Katie Melua… tantos…

9 O autor com mais livros lidos.
Fernando Pessoa, Manuel Alegre, Nuno Júdice, Sophia, Manuel Rivas, Agatha Christie.

10 O mais recente concerto assistido.
Moderno: Rod Stewart, no Meo Arena, Clássico: recital de piano de Manuela Gouveia, em Óbidos

11 O que explica a “tradição” dos médicos escritores?
Creio que será estarem atentos às dinâmicas humanas e aos sentimentos das pessoas, saberem contemplar e avaliar, serem curiosos relativamente aos porquês dos comportamentos e gostarem de investigar, quase como se fossem jornalistas… ou escritores. O ter de ler muito também ajuda, porque quem lê muito, melhor fala e melhor e mais escreve …

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: