Últimas notícias

O disco esquecido de Sufjan Stevens

Texto: NUNO GALOPIM

Editado em 2009 como banda sonora para um filme que o próprio Sufjan Stevens criou sobre uma das auto-estradas que cruzam a cidade de Nova Iorque, “B.Q.E.” é um disco que merece estar entre os títulos de referência da sua obra.

B.Q.E…. Ou seja, Brooklyn-Queens Expressway. É uma auto-estrada que integra a rede viária interna de Nova Iorque. E é também um filme e um disco de Sufjan Stevens. Aqui, a música e a imagem servem um todo, originalmente concebido para apresentação ao vivo, síncrona, a música tocada por uma orquestra sob um ecrã no qual o filme é projectado (uma vez mais seguindo o modelo do histórico Koyaanisqatsi de Godfrey Reggio, com música de Philip Glass, que de certa forma é a mais próxima das referências deste projecto). Encomendada pela Brooklyn Academy Of Music, a obra foi ali estreada em 2007, esgotando a noite de estreia, os mais de dois mil lugares da sala, antes mesmo de feito um qualquer anúncio.

A Brooklyn Queens Expressway é parte da Interstate 278 e foi construída a partir de meados dos anos 50 e concluída em 1964. A sua criação deveu-se ao reconhecimento de problemas de tráfego já em finais dos anos 40. Ainda hoje é uma via de trânsito intenso, por ela circulando diariamente 160 mil veículos na zona de Brooklyn e 120 mil em Queens. Grande parte da estrada é elevada em relação ao solo, mas há porções, como na zona central de Brooklyn em que passa num túnel, cedendo espaço de superfície ao Brooklyn Heights Promenade, área não apenas com magnífica vista sobre Manhattan, mas com uma história que envolve habitantes ilustres como Bob Dylan, Truman Capote, Walt Whitman, Norman Mailer ou Marilyn Monroe.

A (justificada) aclamação que Illinois recebeu em 2005 veio acompanhada com promessas de que esse episódio, tal como o anterior Michigan (2003) seria parte de um ciclo maior que retrataria os 50 estados dos EUA, cada qual através do seu ciclo de canções… Passaram já alguns anos, e na verdade nem mais um estado deu à costa. O que não foi sinónimo de silêncio absoluto nessa vontade de olhar os EUA… Pelo caminho Sufjan Stevens lançou uma colecção de extras de Illinois e, na rentrée de 2009, uma aventura multimédia que o levou a pegar numa câmara de filmar e, depois, a juntar às imagens uma música que as unisse num todo.

O objecto da sua atenção sobe a Brooklyn Queens Expressway fez nascer um filme não narrativo (servido em DVD extra na edição em disco) que nos leva pelo asfalto (sempre com o ecrã dividido em três imagens ora complementares, ora em espelho, ora apenas afins), nele inserindo uma pontuação de ficção através de um conjunto de dançarinas: as Hooper Heroes.

A música relaciona-se com estas imagens segundo heranças pelas quais ecoam memórias de Gershwin e de visões orquestrais contemplativas que não escondem uma admiração por Aaron Copland ou John Adams, a dada altura abrindo janelas para formas mais próximas da cultura pop. Aí não mais sublinhando uma expressão de identidade de tempo e lugar na verdade não estranha a muita da música contemporânea norte-americana da segunda metade do século XX.

Sufjan Stevens lança-se aqui fora do terreno “seguro” que a canção representara até aqui. Porém, nas entrelinhas de Illinois, já caminhavam algumas destas heranças não pop que agora afloram como mais que meros recursos de estilo ao serviço do arranjo de canções. BQE é uma suite orquestral de grande fôlego (e ambição). Cruza linguagens e contribui para um esbater das fronteiras de género que nos tem dado alguns dos mais interessantes discos dos últimos anos.

Hoje é já certo que o projeto dos 50 estados era mais uma ideia sonhada do que uma realidade de facto em agenda. De certa maneira, e mesmo não tendo sido apresentado como tal, B.Q.E. acaba por ser um possível álbum representante de Nova Iorque nesse plano maior. As suas características fazem dele um disco algo esquecido na obra de Sufjan Stevens. Mas é um dos seus melhores discos.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: