Últimas notícias

Adele triunfa e disco de David Bowie ganha cinco prémios nos Grammys

Adele, com o álbum 25 e a canção Hello foi a grande vencedora, arrebatando prémios na área da música pop e três das categorias principais: Álbum do Ano, Disco do Ano e Canção do Ano. A cantora triunfou assim em todas as categorias para as quais estava nomeada.

Chance The Rapper venceu a quarta das (quatro) categorias principais ao sagrar-se como sendo a Revelação do Ano, além de vencer ainda prémios na área do Rap.

Rihanna e Kanye West, que partiam para a cerimónia com respetivamente oito e cinco nomeações, voltaram de mãos vazias. Beyoncé, outra das favoritas, venceu com Lemonade Melhor Álbum Urbano Contemporâneo.

O álbum Blackstar de David Bowie foi outro dos grandes vencedores, ao conquistar prémios em cinco categorias. O disco valeu ao músico, postumamente, os seus primeiros Grammys por trabalho em discos já que, até aqui, vencera um nas categorias de vídeo e um outro de carreira. Blackstar foi distinguido como Melhor Trabalho de Engenharia de Som e Melhor Package, Melhor Álbum Alternativo, Melhor Canção Rock (para o tema-título) e Melhor Performance Rock.

Aqui ficam alguns dos Grammys entregues:

Álbum do Ano: Adele – 25
Disco do Ano: Adele – “Hello”
Canção do Ano: Adele – “Hello”
Álbum Rap: Chance the Rapper – Coloring Book
Álbum Urban Contemporâneo: Beyoncé – Lemonade
Melhor Canção Rock: David Bowie – “Blackstar”
Melhor Álbum Alternativo – David Bowie “Blackstar”
Melhor Performance Rock: David Bowie “Blackstar”
Melhor Álbum Pop Vocal: Adele – 25
Melhor Performance Pop a Solo: Adele – “Hello”
Melhor Álbum Rock: Cage the Elephant – Tell Me I’m Pretty
Melhor Canção Rap: Aubrey Graham & Paul Jefferies, songwriters (Drake) – “Hotline Bling”
Melhor Performance de Rap Cantada: Drake – “Hotline Bling”
Melhor Performance Rap: Chance the Rapper “No Problem” [ft. Lil Wayne & 2 Chainz]
Melhor Álbum R&B: Lalah Hathaway – Lalah Hathaway Live
Melhor Canção R&B: Hod David & Musze, songwriters (Maxwell) – “Lake By the Ocean”
Melhor Performance R&B: Solange – “Cranes in the Sky”
Álbum Folk: Sarah Jarosz – “Undercurrent”
Melhor Álbum de Jazz Instrumental: John Scofield – “Country for Old Men”
Melhor Álbum de Jazz Vocal: Gregory Porter – “Take Me to the Alley”
Melhor Álbum Dança/Electrónica: Flume – “Skin”
Melhor Álbum Clássica Vocal: Dorothea Röschmann (com Mitsuko Uchida) – Schmann & Berg (empatado com) Ian Bostridge (com Antonio Pappano, Michael Collins, Elizabeth Kenny, Lawrence Power & Adam Walker) – Shakespeare Songs
Melhor Performance de Música de Câmara: Steve Reich
Melhor Performance Orchestral: Andris Nelsons (com a Boston Symphony Orchestra) “Shostakovich: Under Stalin’s Shadow – Symphonies Nos. 5, 8 & 9”
Melhor Filme Musical: The Beatles – “The Beatles: Eight Days a Week the Touring Years”
Melhor Teledisco – Beyoncé – “Formation”
Melhor Engenharia de Som (não clássico): David Bowie, Tom Elmhirst, Kevin Killen & Tony Visconti, engenheiros; Joe LaPorta, masterização (David Bowie) – Blackstar
Melhor Álbum Histórico: Steve Berkowitz & Jeff Rosen, produtores; Mark Wilder, masterização (Bob Dylan) – The Cutting Edge 1965-1966: The Bootleg Series, Vol. 12 (Collector’s Edition)
Melhor Package (capa): Jonathan Barnbrook, diretor de arte (David Bowie) – Blackstar
Melhor Banda Sonora: John Williams – Star Wars: the Force Awakens

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: