Últimas notícias

A animação italiana sob o foco da 16.ª edição da Monstra

Texto: DIOGO SENO

O Festival de Animação de Lisboa regressa amanhã para mostrar ao público lisboeta as melhores produções recentes desta arte e desafiar gente de várias idades a explorarem-na mais pormenorizadamente em homenagens e masterclasses.

"Ma vie de Courgette" passa na competição da Monstra

Como em edições anteriores, há um país homenageado à volta do qual se organizam sessões, retrospectivas e exposições. Este ano, é a animação italiana que está sob foco, com alguns dos seus nomes mais sonantes presentes na programação.

Bruno Bozzetto, Enzo D’Alò e Gianluio Toccafondo serão alvos de retrospectiva, sendo que o primeiro é o tema do documentário Bozzetto non troppo, a exibir na secção Dokanim (dedicada à intersecção entre o cinema de animação e o documental) e o segundo vai estar presente no festival para uma masterclass. Mas haverá também três sessões de curtas-metragens da animação italiana contemporânea, um programa de história da animação curado pelo historiador Giannalberto Bendazzi e outro sobre a animação italiana mais recente curado pelo sonoplasta e historiador da animação Andrea Martignoni.

Na secção de competição de longas-metragens, o destaque vai para Ma Vie de Courgette, filme suíço nomeado para o Oscar deste ano e vencedor do prémio máximo no festival de Annécy o ano passado. Molly Monster, Window Horses, Revenge, 25 de Abril e Louise en Hiver completam esta secção.

A animação experimental será dada a ver através de doze curtas seleccionadas pela realizadora britânica Vera Bauer, ela mesma também alvo de uma retrospectiva nesta edição do festival.

Voltam a sessão Clipanim, com um conjunto de 14 vídeos de música animados escolhidos por Tim, o vocalista dos Xutos e Pontapés e a secção TerrorAnim, onde a animação se encontra com o género de terror em duas sessões especiais – a projecção de Fears in the Dark, filme colectivo que juntou conceituados autores de banda desenhada como Blutch, Charles Burns e Richard McGuire e a sessão de curtas Animalçoados.

Continuando a sua aproximação às crianças mais pequenas e às escolas, a Monstrinha organizou sessões de curtas-metragens e actividades várias para despertar o gosto dos petizes por esta arte e pelas suas possibilidades expressivas.

Em estreia este ano, a secção Monstra Triple X traz doze propostas de animação mais sensual, dirigida especificamente aos mais velhos.

Destaque ainda para os históricos Persepolis, de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud e Chronopolis, de Piotr Kamler, e a sessão especial de La Tortue Rouge, uma co-produção dos Studio Ghibli com realização do holandês Michael Dudok de Wit, também nomeada para o Oscar de Melhor Filme de Animação deste ano.

A Monstra decorre no São Jorge, Cinema Ideal e Cinema City Alvalade entre amanhã e o dia 26 de Março de 2017.

Conheça a extensa programação completa no site oficial do festival.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: