Últimas notícias

Danças com identidade

Texto: NUNO GALOPIM

Mantendo a capacidade de se reinventar a cada novo disco, Moullinex apresenta no seu terceiro álbum um espaço de celebração de memórias com peso identitário na história do relacionamento da música de dança com a vida social.

Apesar das características ligadas ao hedonismo e ao desejo de celebração e libertação pelo movimento, a história da música de dança cruzou-se frequentemente com grandes ideias e lutas, muitas delas ligadas a questões identitárias. De resto, que melhor expressão dessa relação poderá haver do que o modo como a cultura “disco” emergiu entre minorias, que frequentemente alvo de figuras de discriminação, na América da alvorada dos anos 70 e, depois, a forte ligação que não se quebrou, sobretudo em terrenos de afirmação da cultura queer. É parte de toda(s) esta(s) história(s) que passa pelas entrelinhas (e sons) de Hypersex, terceiro álbum de Moullinex que definitivamente o inscreve num espaço de referência da música de dança made in Portugal (necessariamente atenta e aberta ao mundo, como manda a idade da comunicação global).

Ecos de formas nascidas quando o disco e o funk assimilaram a emergente presença das eletrónicas, num tempo em que o eletro (daí nascido) sabia a banda sonora para sonhos de um futuro melhor que se podia dançar à noite (e ouvir de dia nas estações de rádio) cruzam as faixas de um álbum que sabe colher pistas no passado para definir peças que fazem sentido no presente. O leque de colaborações (sobretudo no plano vocal) alarga o universo de possibilidades e os relacionamentos entre formas musicais e épocas em jogo, celebrando não o legado cultural e social de todo um movimento mas também mostrando como, ao contrário do que berravam os bullys anti-disco de finais dos setentas, este é, afinal, um dos espaços da música popular com mais longevidade e capacidade de reinvenção. Se virmos bem as coisas o disco e o que está à sua volta nunca nos deixou. E o novo álbum de Moullinex junta assim mais uma peça a uma história ainda em construção.

“Hypersex”, de Moullinex, está disponível em LP, CD e nas plataformas digitais, numa edição da Discotextas/Universal ★★★★

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: