Últimas notícias

Os rapazes do bairro

Texto: NUNO GALOPIM

“Histórias do Bairro”, de Gabi Beltrán e Bartolomé Seguí é uma novela gráfica que nos transporta ao universo juvenil dos habitantes de ruas menos soalheiras de Palma de Maiorca nos anos 80. Memórias de descobertas e de desejos de fuga num dos grandes títulos publicados entre nós este ano.

Um bairro em Palma de Maiorca nos anos 80 é o cenário de onde nos chegam histórias contadas na primeira pessoa. Um bairro habitado por aqueles que ali residem o ano inteiro. Sem turistas. Os forasteiros que ali surgem são, na verdade, marinheiros que, a troco de uns trocos, os rapazes conduzem aos bares onde prostitutas os podem atender. Alguns dos protagonistas são filhos de mulheres que ali trabalham. Outros são seus vizinhos. E tal como o Gabi (sim, o Gabi Beltran que assina o livro), todos eles descobrem que é entre si, mais do que entre as respetivas famílias, que os laços maiores se estreitam.

Histórias do Bairro é, mais do que uma só trama continuada, um conjunto de fragmentos de memórias. E é do seu conjunto que nasce o retrato. Tal como os amigos, da mesma idade, Gabi descobre por aqueles dias, entre aquelas esquinas, as drogas, os pequenos furtos, o sexo, toma consciência das diferenças sociais, de outros horizontes e encontra um refúgio mais pessoal entre os livros que vai lendo. Essas marcas habitam a história, tal como os ecos de Golden Brown dos Stranglers que “escutamos” na rádio numa noite em que resolvem guiar pelos campos perto da cidade um descapotável que não é seu ou a música de Miles Davis que Gabi escuta com uma amiga estrangeira, mais adiante.

Ocasionalmente, mesmo tendo sempre Gabi e os amigos por figuras centrais, Histórias do Bairro apresenta-nos outras figuras que são satélites do seu universo. Como a avó que não quer que ninguém a veja caída (situação que ensina a Gabi o que é a noção de dignidade), o vizinho senhor Paco a quem fazia recados ou a vizinha louca (e seus filhos envergonhados)… O traço “juvenil” de Bartolomé Segui está atento a estes e demais detalhes (como a T-shirt dos Joy Division do protagonista) e serve magnificamente tom suave de uma narrativa que não esconde nunca o constante desejo de fuga de todos os que a habitam.

Originalmente publicada em 2011, esta novela gráfica conheceu um segundo volume em 2014. Os dois estão agora reunidos nesta edição portuguesa.

“Histórias do Bairro”, de Gabi Beltrán e Bartolomé Seguí, é uma edição de 307 páginas, em capa dura, da Levoir.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: