Últimas notícias

Os melhores filmes de 2017, por Nuno Galopim

Texto: NUNO GALOPIM

Entre os novos títulos que passaram pelas salas de cinema portuguesas, os filmes que vi em festivais, as reposições e alguns lançamentos em DVD e Blu-Ray, aqui ficam mais algumas listas para arrumar o que foi 2017… E o meu filme do ano, na verdade, está quase a chegar às nossas salas…

Não vi tanto cinema como em anos anteriores. Mas espero ter escolhido bem as ocasiões em que passei pela sala escura para ver os filmes novos que mais me cativaram a atenção e recordar alguns de outros tempos entre um bom calendário de reposições. Também foi um ano em dieta nos festivais. Só passei pela Berlinale e, entre nós, e além do Queer Lisboa e Queer Porto, vi apenas alguns títulos do IndieLisboa e DocLisboa… Mesmo assim chego ao fim do ano com uma lista que deixa de fora muitos outros que vi e que poderiam estar também aqui.

O top 10 que abre as listas refere-se apenas ao que estreou em sala entre nós. Mas o melhor filme que vi em 2017 descobri-o em Berlim… E chega daqui a poucos dias aos ecrãs portugueses. Trata-se de Call Me By Your Name, de Luca Guadagnino, que assim junta ao igualmente magnífico Eu Sou o Amor mais um título arrebatador.

Estreados em sala entre nós

1 “Paterson”, de Jim Jarmusch
2 “Blade Runner 2049”, de Denis Villeneuve
3 “Música a Música”, de Terrence Malick
4 “Barbara”, de Mathieu Amalric
5 “Manchester By The Sea”, de Kenneth Lonergan
6 “Silêncio”, de Martin Scorsese
7 “Star Wars: Os Últimos Jedi”, de Rian Johnson
8 “Detroit”, de Kathryn Bigelow
9 “Corações de Pedra”, de Guðmundur Arnar Guðmundsson
10 “120 Batimentos Por Minuto”, de Robin Campillo

Cinco filmes que vi em festivais

“Call Me By Your Name”, de Luca Guadagnino
“Coelho Mau”, de Carlos Conceição
“God’s Own Country”, de Francis Lee
“Mãe Só Há Uma”, de Ana Muylaert
“The Inertia Variations”, de Johanna Saint Michaels

Cinco reposições

“Paris, Texas”, de Wim Wenders
“Stop Making Sense”, de Jonathan Demme
“Contos da Lua Vaga”, de Kenji Mizoguchi
“Mulholland Drive”, de David Lynch
“Brazil”, de Terry Gilliam

Cinco edições em DVD e/ou Blu-Ray

“The Wonderful Worlds of Ray Harryhausen” (2 volumes), de vários realizadores
“Clássiscos Russos”, de B. Barnet, D. Vertov e A. Dovzhenko
“Close Encounters of The Third Kind – 40th Aniversary”, de Steven Spielberg
“Wim Wenders – Vol. 1 Versões Restauradas”, de Wim Wenders
“The Art Life + 20 Curtas Metragens”, de David Lynch

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: