Últimas notícias

Madalena Iglésias (1939-2018)

Texto: NUNO GALOPIM

Morreu em Barcelona, aos 78 anos. Foi uma das vozes de referência de uma geração que nasceu na rádio, que depois chegou aos discos e à televisão e que representa uma etapa na história da canção portuguesa do século XX. Uma história que não se esgota em Ele e Ela, mas que aí encontrou o seu ex-libris.

Pertenceu a uma geração de vozes que nasceram na rádio e que, daí, chegaram depois aos discos, aos palcos, à televisão e, no seu caso, também ao cinema. Foi por isso voz destacada num espaço importante na narrativa da música portuguesa que, pelo curso da história política que o país depois viveu, acabou algo esquecida e muitas vezes posta de lado e que convém saber (re)descobrir a bem de um retrato informado do que entre nós musicalmente aconteceu entre as décadas de 50 e 70.

Numa nota pessoal posso contar que a conheci nos anos 90 numa das suas visitas a Lisboa. Conversámos, rimos (tinha um bom humor cativante), e chegámos até a fazer uma entrevista. Pedi-lhe que para a fotografia fizesse a mesma careta que a Rita Ribeiro tinha no cartaz do musical What Happened To Madalena Iglésias?. É claro que disse que sim. E lá se faz a imagem. Depois, já com o trabalho feito, lembro-me de irmos jantar a uma casa de fados. E ali notar que, mesmo com a carreira há muito desativada, a música exercia um encantamento ainda em si. Voltámos a encontrarmo-nos em outras visitas. Contava as histórias dos festivais, da rádio de então, dos discos… E eu gostava de a ouvir e ver sorrir.

Madalena Iglésias entrou para o mítico Centro de Preparação de Artistas da Emissora Nacional em 1954, já com um percurso anterior feito a estudar música e canto. Estreou-se na rádio, depois na televisão. E em 1960 vencia um título de Rainha da Rádio, já num tempo em que entretanto começara a atuar e editar também em Espanha. O cinema seria outro espaço marcante na sua carreira, tendo ficado na memória de muitos a estreia, em 1964 de Uma Hora de Amor, filme de Augusto Fraga, no qual contracenava com António Calvário.

O ano de 1964 representou o arranque de outro espaço ao qual a carreira de Madalena Iglésias ficou intimamente ligada: o Festival da Canção. No ano em que a RTP pela primeira vez concorreu ao Festival da Eurovisão, Madalena Iglésias surgiu entre as vozes do I Grande Prémio TV da Canção, com Na Tua Carta e Balada das Palavras. No ano seguinte regressou com Silêncio Entre Nós. E fez história quando, em 1966, triunfou com Ele e Ela, canção que levou à Eurovisão. A canção tornou-se no seu ex-libris, sobretudo ao cruzar gerações, tanto que mais tarde conheceria novas versões por nomes como os Mler Ife Dada ou os Entre Aspas.

Apesar de só ter regressado ao Festival da Canção em 1969 manteve uma atividade regular e intensa, lançando discos e mantendo a carreira tanto em solo português como em frentes internacionais, nomeadamente o Brasil. Grava baladas, mas deixa marcas de personalidade ainda mais vincadas nas canções mais ritmadas nas quais experimenta várias linguagens da música de dança de então. Em 1972 muda-se para a Venezuela, optando por abandonar a carreira pública em favor de uma concentração de atenções na esfera privada. Ali, do outro lado do oceano, chega ainda a ter um programa de televisão, mas acaba por se afastar, regressando esporadicamente daí em diante. Mais tarde muda-se para Barceliona, onde passa a residir desde então.

Na década de 90, já depois de ter sido figura evocada no musical de Filipe La Feria What Happened To Madalena Iglésias?, a Movieplay edita uma antologia de gravações da etapa que viveu na Alvorada. Ao mesmo tempo a Strauss lança em CD gravações feitas em Espanha para a Belter. Em 2008 a fotobiografia O Meu Nome É Madalena Iglésias, de Maria de Lourdes Carvalho, fixou em livro memórias e imagens da sua carreira.

Ficam aqui algumas das suas canções:



Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: