Últimas notícias

Quando a música dá a escutar a alma de um filme

Texto: NUNO GALOPIM

Idealizada pelo próprio Luca Guadagnino, a banda sonora de “Chama-me pelo Teu Nome” ajuda a definir o tempo e o lugar da ação e acrescenta emoções e sensações à construção das personagens. Sufjan Stevens, Ryuichi Sakamoto, John Adams e pop dos oitentas num “cocktail” para ouvir antes e depois de ver o filme…

É um dos filmes de que mais se fala. E com razão… Chama-me pelo Teu Nome (no original Call Me by Your Name) foi o melhor que vi em 2017 (na Berlinale), tem colhido entusiasmo por onde tem estreado. E esta semana chega aos ecrãs portugueses. Antes de aqui falarmos do filme, fica hoje uma breve nota sobre a banda sonora. Porque é um objeto igualmente precioso, tendo resultado de um trabalho de seleção de gravações e de novas “encomendas” feito pelo próprio Luca Guadagnino e ajudam a definir o espaço, o contexto, as próprias personagens e, acima de tudo, a alma (ou, como se poderia dizer em inglês, o “feel”) do filme.

O grosso da banda sonora resulta de um processo de seleção de peças de discos já existentes. E aí coexistem as marcas que vincam o lugar e o período em que ação decorre (ou seja, a Itália na primeira metade da década de 80) e o facto de Elio (uma das personagens centrais) tocar piano. Entre a pop e peças clássicas para piano surge assim o corpo maior de um conjunto de temas que ora assinalam o reencontros e descobertas. John Adams, cuja música foi peça determinante na construção quase operática de Eu Sou o Amor, regressa com um excerto de Hallelujah Junction. Peças de Satie, Ravel ou Bach sublinham a presença do piano, que tem aqui em Ryuichi Sakamoto outro nome de referência, com o facto curioso de uma das composições, Germination, ser uma transcrição para piano de um momento da banda sonora de Feliz Natal Mr. Lawrence, de Nagisa Oshima.

A maioria das canções que povoam a banda sonora servem o B.I. de tempo e lugar do filme, com marcas da memória da pop mainstream de então, desde os terrenos europop de Paris Latino (Bandolero) ou da própria música italiana (recuperando nomes como os de Franco Battiato, Lordeana Bertè e Marco Armani) a “êxitos” que fizeram história por aqueles dias como Words de FR David ou Lady Lady Lady, de Giorgio Moroder e Joe Esposito (que surgiu originalmente na banda sonora de Flashdance). Há uma presença indie para vincar uma certa mudança de registo que traduz talvez ecos do percurso da narrativa (e não vou fazer spoiler) ao som dos Psychedelic Furs. E, depois, a cereja sobre o bolo com a presença de três temas de Sufjan Stevens. Um deles é uma remistura de Futile Devices (do álbum The Age of Adz). Os outros na verdade são o resultado do desafio que o realizador lançou ao músico. Pediu-lhe um tema… E Sufjan fez dois… Assim nascem Mistery of Love e o belíssimo Visions of Gideon, que juntam não só elementos artística e emocionalmente marcantes ao filme como assinalam novos episódios na obra de um dos grandes músicos do nosso tempo.

“Call Me by Your Name” está disponível em LP, CD e nas plataformas digitais numa edição da Masterworks / Sony Picture Classics

Anúncios

4 Comments on Quando a música dá a escutar a alma de um filme

  1. Gosto muito do Sufjan mas acho que o filme estaria melhor sem ele.
    A alma do filme não tem que ver com a música do Sufjan. São feelings distintos.
    Canções bonitas mas que não pertencem ali.

    Gostar

  2. Claro que sim. Imagino que a grande maioria das pessoas encontre sentido nesta mistura. Infelizmente não consigo.
    Ainda assim, grande filme, grandes canções.
    Abraço

    Gostar

  3. O filme é excelente e as musicas estão de acordo com a história, só pelo fato de tocar Psychedelic Furs, foi o máximo

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: