Últimas notícias

Pop à bolonhesa

Texto: NUNO GALOPIM

Banda de Bolonha (Itália) foram uma das grandes surpresas da edição de 2018 do Festival de San Remo, cativando atenções para uma obra pop com gosto por formas musicais indie e consciente do papel da canção como ferramenta para comentar a sociedade.

Uma banda de perfil indie parte para o mais popular dos concursos musicais do seu país com a previsão (pessoal) de ficar classificada em penúltimo lugar… Penúltimo? Só de a contar do topo da tabela, já que, confirmando terem sido uma das grandes (e boas) surpresas da 68ª edição do Festival de San Remo, os italianos Lo Stato Sociale terminaram em segundo lugar, fazendo de Una vita in vacanza (a canção que ali apresentavam) um verdadeiro aperitivo para a descoberta internacional de uma obra que já conta com alguns anos de vida e uns quantos discos editados.

Formaram-se em Bolonha em 2009 em volta de um trio de DJ de uma rádio comunitária e dois anos depois alargaram a formação a mais dois elementos. A sua obra em disco, que soma uma mão-cheia de singles, conta já com três álbuns de estúdio – Turisti della democrazia (2012), L’Italia peggiore (2014) e Amore, lavoro e altri miti da sfatare (2017) – e junta agora a eles uma compilação que serve precisamente esse efeito de primeiro encontro para os muitos que contactaram com o grupo através da sua performance em San Remo (a noite da final teve 12 milhões de espectadores de audiência televisiva em Itália e cativou muitas atenções internacionais) que deu que falar não apenas pelo tom festivo da canção mas também pela atuação saudavelmente subversiva que contava com os ginasticados dotes de dança de uma veterana de 83 anos!

Una vita in vacanza, que junta a um refrão efusivamente pop uma construção que explora também o tom meio cantado meio falado do vocalista, é a porta para entrada em Primati, a compilação agora editada que junta a uma seleção de temas da discografia outros dois inéditos e ainda uma nova remistura de Sono Così Indie, mais um exemplo do tipo de humor (e de magnífica capacidade de autoparódia) que o grupo levou a San Remo e que cruza uma obra que usa frequentemente a canção como espaço para comentário aos costumes da sociedade do nosso tempo, abrindo a sua curiosidade de exploração musical em várias frentes, com um centro de ação sobretudo focado numa ideia de pop alternativa sempre dotada de bons temperos. Uma boa descoberta!



“Primati”, dos Lo Stato Sociale, está disponível em CD + DVD e nas plataformas digitais numa edição da Garrincha Dischi/Universal. O DVD inclui o registo de dois concertos da banda, um deles em 2015, o outro em 2017. ★★★★

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: