Últimas notícias

Visões de Steven Brown que ajudaram a derrubar muros

Texto: NUNO GALOPIM

À distância de 35 anos podemos olhar agora para “Music For Solo Piano” como uma peça importante no processo de aproximação entre os universos da música popular e os territórios habitualmente rotulados na “clássica”. O disco acaba de ser reeditado e junta agora alguns temas extra ao alinhamento.

São contemporâneas da new wave (e no wave) algumas das primeiras manifestações realmente significativas de experimentação sem muros entre os universos da música pop(ular) e os territórios habitualmente arrumados nos departamentos de música “clássica”. Hoje ninguém estranha ver um Johnny Greenwood (dos Radiohead) ou um Bryce Dessener (dos The National) a editar obras de música orquestral numa casa como a Deutsche Grammophon nem aponta como inesperado ver figuras como Nico Muhly a assinar arranjos para os Grizzly Bear ou a tocar com Sufjan Stevens ou Steve Reich a partir de canções dos Radiohead para criar música sua. Na primeira metade dos anos 80 estas incursões causavam, talvez, mais espanto… E resistência entre esferas mais conservadoras.

As portas tinham começado a ser abertas algum tempo antes por aventuras como, por exemplo, a que uniu os Deep Purple à Royal Philharmonic Orechestra em 1969. As vanguardas da experimentação eletrónica tinham começado a gerar descendências na música popular nos anos 70. E entre episódios pioneiros deste espaço houve até casos de visibilidade maior e cruzamento de públicos, como sucedeu com discos de Wendy Carlos, aqui em parte graças ao impacte do filme de Kubrick “A Laranja Mecânica”.

Em 1984, quando Steven Brown se lançou na aventura de criar um primeiro disco a solo, Philip Glass ainda não tinha apresentado o seu ciclo de canções “Songs From Liquid Days”, mas na transição dos anos 70 para os 80 estava a produzir um álbum da banda new wave nova-iorquina Polyrock. E pela frente estavam ainda a aventura em parceria de Frank Zappa e Pierre Boulez… Mas, e depois de ter já lançado dois álbuns em parceria com Benjamin Lew (em paralelo com um tempo de grande atividade nos Tuxedomoon), Steven Brown optou por juntar ali uma série de peças de música instrumental ou de câmara que tinha vindo a compor desde 1982 numa etapa em Bruxelas (sede da editora Les Disques du Crépuscule) passara a ser um polo no seu quotidiano profissional.

Apesar do título “Music For Solo Piano”, o álbum de estreia a solo de Steven Brown não se limita a apresentar peças para piano já que junta ainda o clarinete e o violino. Chamou para consigo colaborar Blaine L. Reininger. Fixa contudo as suas visões numa exploração das potencialidades destes instrumentos e suas capacidades de diálogo, por caminhos que não vedam portas a relações com facetas mais experimentais da música popular apesar da aproximação formal e instrumental a terrenos “clássicos”. O grafismo adotado, que evoca o que dominara as capas da Deutsche Grammophon na aurora da comercialização do formato de LP, sublinha essa ligação servindo assim de assinatura visual a uma música que, na verdade, vive tranquilamente entre todos estes mundos.

Originalmente lançado em 1984, o álbum acaba de conhecer uma reedição apresentando um alinhamento alargado com nove faixas extra entre as quais encontramos excretos de “The Ghost Sonata”, a ópera sem palavras dos Tuxedomoon, assim como uma gravação recente (mais concretamente de 2018) de momentos do bailado “Belly of The Whale”.

“Music For Solo Piano”, de Steven Brown, está disponível em CD e nas plataformas digitais num lançamento de Les Disques du Crépuscule.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: