Últimas notícias

A pop como canção política

Texto: NUNO GALOPIM

Enquanto não chega um novo álbum (que está a ser gravado) os Pet Shop Boys apresentam em “Agenda” um conjunto de reflexões, frequentemente satíricas, onde refletem sobre o panorama atual na política, na sociedade e nos comportamentos.

Nunca foi estranha à obra dos Pet Shop Boys a criação de olhares críticos sobre o mundo ao seu redor. E a ideia de usar a canção como espaço para a sátira política não é necessariamente nova na sua discografia. E basta recordar “I’m With Stupid”, que sugeria, num segundo nível de leitura, uma reflexão sobre o relacionamento político entre o antigo primeiro ministro Tony Blair e o então presidente americano George W. Bush…

Os tempos mudaram. Não necessariamente para melhor. E certamente por isso, e enquanto terminam o trabalho de criação de um novo álbum de estúdio e ultimam o lançamento de um documento sobre a sua mais recente digressão (na forma de Blu-Ray, DVD e CD a sair em abril), os Pet Shop Boys apresentam um EP de canções satíricas que deixam claro o seu pensamento sobre grandes questões políticas, sociais e comportamentais do nosso tempo.

Chamaram-lhe “Agenda” e ali apresentam a mais ostensivamente política de todas as suas canções. Trata-se de “GIve Stupidity a Chance” onde, ao invés de “I’m With Stupid”, as citações são bem claras, sem metáforas pelo caminho, fazendo de Trump um dos símbolos de uma nova era de políticas ditadas por figuras não necessariamente muito inteligentes. Antes pelo contrário… E tudo isto, num tema que tanto parece uma lullaby como lembra o tom celebratório – lá está, a sátira – de um hino festivo como o que os Pet Shop Boys criaram com a sua canção de Natal.

O EP – que só terá lançamento físico em abril, mas está já disponível nas plataformas digitais – inclui um olhar à sociedade atual em “What Are We Going To Do With The Rich”, no registo musical dos seus clássicos cruzamentos do tom épico da música orquestral com a canção pop, e um hilariante retrato dos comportamentos de tanta gente nas redes sociais em “On Social Media”, num registo musical muito próximo do que o grupo seguiu nos seus últimos dois álbuns.

Uma fuga ao sarcasmo e contundência no humor fecha o alinhamento com “The Forgotten Child”, canção que recupera o tom introspetivo de “Elysium” para, de certa forma, servir de remate aos olhares anteriores, questionando, através de uma narrativa, pensar sobre o nosso tempo e ponderar para onde, afinal, estamos todos a caminhar… Esquecidos ou perdidos? Ou, acrescentaria hoje, demasiado distraídos para notar… “Agenda” pede para acordarmos antes que seja tarde demais.

“Agenda”, dos Pet Shop Boys, está para já apenas disponível nas plataformas digitais, numa edição da X2. ★★★★




Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: